Acusações vêm à tona – Waves

Sede da CBSurf na capital baiana ficaria em endereço diferente do que informado ao COB.

A briga entre presidente e vice na CBSurf ganhou um novo capítulo nesta quarta-feira (19). Em matéria publicada no blog Olhar Olímpico, o presidente afastado Adalvo Argolo é acusado de apresentar três recibos com o valor de R$ 2.500,00 de recursos fornecidos pelo COB (Comitê Olímpico Brasileiro) para o aluguel de uma sala que pertence à sua esposa.

O recibo de aluguel possui o carimbo da entidade, com a assinatura do dirigente, referente aos meses de abril, maio e junho deste ano. Segundo o documento, o endereço da sede ficaria na rua Soldado Luiz Gonzaga das Virgens, 93, no bairro Caminho das Árvores, em Salvador, diferente do informado oficialmente ao Comitê, na avenida Santa Luiza, 1.000, bairro Horto Florestal, também na capital baiana.

Contatado pelo Waves, Adalvo se defendeu alegando que a sede da CBSurf funciona neste novo endereço desde fevereiro e que o dinheiro já foi devidamente devolvido ao COB quando soube da falha administrativa, já que o imóvel pertencia a um familiar, o que é ilegal em recursos repassados pelo COB através da Lei Agnelo/Piva. O presidente afastado diz que o caso aconteceu por inexperiência própria em prestação de contas.

Ao blog, Adalvo ainda ressaltou que a informação da mudança de endereço da entidade é pública: consta em ata registrada em cartório de Salvador – em outubro. Mas o Olhar Olímpico apurou que mudança foi aprovada na última assembleia geral da CBSurfe, realizada em 9 de junho. Depois, portanto, dos primeiros recibos apresentados ao COB. Assim, na época o cartola não teria autorização para mover a sede da confederação para o imóvel que pertence à sua mulher.

Adalvo Argolo e Guilherme Pollastri entram em conflito no comando da CBSurf.

Na última semana, Adalvo Argolo foi afastado provisoriamente do cargo de presidente da CBSurf a pedido do vice-presidente da entidade, Guilherme Pollastri. A alegação feita por Pollastri foi administração temerária e falta de conhecimento sobre a forma que Argolo administra os recursos públicos federais.

O pedido foi acatado pela Justiça Federal de Brasília, que levou em consideração que Argolo está inadimplente com a prestação de contas da entidade e afastou o presidente. Assim, Pollastri assumiu provisoriamente a presidência da CBSurf.

Porém, Adalvo apresentou um ofício assinado pelo COB em novembro alegando que a CBSurf não havia deixado de prestar contas de nenhuma verba junto ao COB e que não teve nenhuma prestação de contas rejeitada pelo Comitê.

Enquanto a briga não se resolve, na última terça-feira (18) a Justiça determinou que a nova sede da CBSurf se mude provisoriamente para o Rio de Janeiro em até 48 horas, já sob o comando de Pollastri.

Source: Acusações vêm à tona – Waves

Deixe uma resposta