Por que o mundo do surf odeia o Brasil? – Hardcore

POR QUE O MUNDO DO SURF ODEIA O BRASIL?

Ou por que nós, surfistas brasileiros, somos tão detestados lá fora?

James B. para HCOLLAB

Na foto de abre, Filipe Toledo comemora vitória no Oi Rio Pro 2015. O Brazilian Storm chegou.

Bom, galera, nesta minha segunda coluna na Hardcore, resolvi falar sobre uma coisa com a qual todo surfista brasileiro convive, seja ou não merecedor: a má fama e desprezo vindos dos surfistas estrangeiros.Somos praticamente uma unanimidade internacional! Americanos, australianos, havaianos… Escolham a nacionalidade, amigos leitores da HC… Fora do Brasil, salvo algumas exceções, todos (ou quase todos) odeiam a nós, os surfistas from Brazoland.Há sempre dedos apontados para os brasileiros. Crédito: Divulgação Já viajei pelo mundo todo pegando onda, e sempre fiquei muito puto por ser visto à primeira vista como um “ser desprezível” somente por ser brasileiro. Sou super educado e sempre tive uma ótima atitude de respeito aos outros tanto dentro quanto fora d’água. Nunca tive problema em nenhuma surftrip, mas já cansei de ficar puto com os olhares enviesados, os comentários negativos e a censura prévia apenas pela capa do meu passaporte (ou pela minha cara de brasileiro, mesmo).Me sinto pagando um preço alto por pecados que não cometi. Não me enxergo de forma nenhuma como sendo parte de uma escória do surf mundial, mas parece que nós já descemos do avião com um eterno carimbo na testa: “fucking brazzo“. Sinal verde para ser odiado e ter dedos indignados apontados em nossa direção.Mas até que ponto a péssima reputação do surfista made in Brazil é culpa dos outros? Até que ponto a culpa é nossa? Alguém tem culpa nessa história? Já fazia um tempo que eu queria falar sobre isso…

Continue lendo aqui: Por que o mundo do surf odeia o Brasil? – Hardcore

Deixe uma resposta